Resenha: Desastre iminente - Jamie McGuire



       Título original: Walking Disaster
       Gênero: New Adult
       Editora: Verus
       Nota: 
       Páginas: 405
       Skoob: Desastre Iminente

Travis perdeu a mãe muito cedo, mas, antes de morrer, ela lhe ensinou duas regras de vida - ame muito, lute mais ainda. Tendo crescido em uma família de homens que gostam de jogos e lutas, Travis Maddox é um cara durão. Musculoso e tatuado, bad boy até o último fio de cabelo, ele leva uma mulher diferente para casa a cada noite. Até conhecer Abby Abernathy. Determinada a se manter longe de problemas, Abby resiste com todas as forças ao charme de Travis, sem saber que assim só o deixa mais determinado a conquistá-la. Será que o invencível Travis 'Cachorro Louco' Maddox vai ser derrotado por uma garota?

Resenha: 
'Desastre iminente' veio na hora certa para mim!!!
Sem entender o porque de não ter gostado tanto assim de 'Belo desastre' (apesar de ter dado 5 estrelas pela história no geral) resolvi apostar nesse, para poder enfim resolver o que achei de tudo isso. E ENFIM cheguei a solução: o problema é a Abby!!!!!


Abby e America vão passar um tempo na casa de Travis e Shepley, e depois, por uma aposta, Abby terá que ficar convivendo com Travis por mais um mês. No que será que resultará, aos olhos de Travis, esses acontecimentos?

Conviver com a Abby no primeiro livro foi extremamente irritante em alguns momentos (devo acrescentar que nesse livro também foi bem parecido). Entendo certas decisões e atitudes dela, mas algumas simplesmente NÃO PRECISA sabe? Fico realmente 'de cara' com algumas atitudes.
Mas aí, para a minha alegria, vem o Travis. Tudo bem que ele é um tanto (enorme) egoísta e fútil no começo da história toda. Entendi (finalmente) o seu lado negro de todo esse quesito relacionamento, amor, dedicação à pessoa. Só quem sofre um trauma do tamanho do dele, sabe o que é sofrer da dor.
Mas aí ele encontra seu refúgio, e ver o seu lado da história toda é simplesmente fantástico!!!

'A única coisa negativa na nossa amizade era que, quanto mais tempo passávamos juntos, mais eu gostava dela. Ficava cada vez mais difícil esquecer a cor e o formato de seus olhos e o cheiro do hidratante em sua pele. Também notei mais coisas sobre ela, por exemplo, como suas pernas eram longas e as cores que ela usava com mais frequência. Eu até comecei a ter uma boa noção de em que semana eu não deveria fazer nenhuma merda extra com ela.' Pág. 51

Senti as mesmas coisas que ele (não sei porque, sempre me identifico muito com narradores masculinos, incrível). Quando ele se sentia agoniado por não saber o que esperar por conta de alguma reação errada dele, me sentia da mesma forma. Inacreditável a forma como a autora nos mostra o lado de Travis. Parece que é realmente ele (ou ela) que está nos descrevendo cada momento.

Bom, a história todo mundo conhece. Não tem muito o que contar aqui, pois vai ser desnecessário. 
O que o livro trouxe (pelo menos para mim) foi que a força do amor nos faz superar e sermos melhores, não só para nós mesmos, como para quem nós amamos. Erramos? Sim. Travis é a prova maior disso. A cada momento em que ele fazia algo por impulso, pela raiva ou ira, ele, por ele mesmo, controlou e passou a ser melhor não só para ele, mas para ela também. 
Neste livro pude ver com mais clareza o amadurecimento de Travis. A cada etapa de sua vida, passo a passo, as lições e aprendizados que carregou consigo para melhorar. Isso tudo é muito bonito de ver em um livro, nos motiva e nos inspira hehehhe.


9 comentários:

  1. Cheguei ao seu blog e fiquei entusiasmado, pois foi feito com muita graça, e com muito entusiasmo.
    Gostei do que vi e li, e achei um blog fantástico, onde se aprende muito.
    Sou António Batalha, do blog Peregrino E Servo, se me der a honra de o visitar ficarei grato.
    PS. Se desejar faça parte dos meus amigos virtuais,decerto que irei retribuir,
    seguindo e divulgando seu blog.
    Desejo-lhe muita saúde muita paz e grande felicidade, e também um Feliz-Natal.

    ResponderExcluir
  2. Olá,já vi várias resenhas positivas a respeito estou louca para começar a ler,Belo Desastre e Desastre eminente!
    Beijinss!
    lendoaprendendoevivendo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Oi Jéssica :)

    Não li Belo Desastre ainda mas tenho vontade. Estão dizendo que esse segundo volume é um pouco inferior ao primeiro, mas pelo o que você abordou, creio que não. Beijos!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Jessica! Eu gostei demais de BD, mas não gostei da mocinha, então com certeza vou curtir mais este, afinal de Travis eu gostei. Ele pode até ser exagerado em suas emoções, mas não dá para deixar de cair de amores. Sua cena cantando Stones entrou para as melhores da literatura.
    Bjos!!
    Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  5. Não li o livro anterior. Mas gostei do fato da personagem apresentar um amadurecimento ao longo da história, acho interessante acompanhar essas mudanças enquanto a gente vai lendo.

    Beijos, Entre Aspas

    ResponderExcluir
  6. Olá Jéssica,
    Ainda não li. Belo Desastre e acho que por agora também não lerei por agora. Mas, é uma leitura para se considerar no futuro.

    Lucas - Carpe Liber
    livrosecontos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Olá.
    Pois é, ainda não li Belo desastre e quero muito, haha vida de blogueira é isto tenho uma pilha d livros aqui... Enfim, adorei saber mais o que me deixa mais curiosa ainda.

    Parabéns pela maravilhosa resenha.
    Beijos.

    http://de-tudo-e-um-pouco.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Jéssica, bela resenha \o
    Li o livro e matei as saudades que estava do Travis *.*
    Embora tenha achado muito do mesmo, em relação ao Belo desastre não pude deixar de adorar as partes em que Travis conta as coisas que aconteceram e não ficaram bem claras no primeiro livro. Isso fechou e amarrou bem toda a história de amor.
    Beijinhos
    Vivi
    RR

    ResponderExcluir
  9. Oi, Jéssica :)

    Ainda não sei se quero ler esse livro. o.O Estou na dúvida e pelo o que pude perceber na sua resenha, eu também não vou gostar da mocinha, haha. Mas enfim, talvez eu dê uma oportunidade futuramente. Aliás, sua resenha me deixou animada em ler, pois gosto de ver o amadurecimento dos personagens - especialmente em séries.

    Beijocas.
    http://artesaliteraria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Olá!

O seu comentário é muito bem vindo e importante! Mas peço, por favor, que comente algo relacionado ao post, ou se quiser falar comigo, deixe um recado, mas nada de "estou seguindo, segue de volta"? Ou "Passa Lá?!" ... Comentários desse tipo não são bem vindos. Se você é blogueiro, eu te entendo, deixe o seu endereço na assinatura do comentário que com certeza vou te visitar, e vou seguir se achar legal, assim como quero que as pessoas façam aqui no Best, ok?! Seja um blogueiro consciente e respeite o meu trabalho. Conto com sua colaboração.

Obrigada!