Resenha: Pela Luz dos Olhos Seus - Janine Boissard

Hello Readers!
Vamos de resenha, que eu acho que não justificou a leitura para mim. Mas espero que vocês apreciem. Let's go, then! rs

Título original: Histoire D'amour
 Gênero: Romance
 Editora: Arqueiro
 Nota: 
 Páginas: 224
 Skoob: Pela Luz dos Olhos Seus
Laura Vincent cresceu entre o mar e as macieiras da Normandia. Passou a adolescência à sombra da irmã mais velha. Agathe – a bela – era admirada e disputada por todos os garotos da cidade; Laura – a pequena – passava as noites em casa, lendo romances. Mas o destino preparou uma surpresa para Laura. Trabalhando como assessora de imprensa de músicos, ela recebe, no dia seguinte ao seu aniversário de 26 anos, a visita do agente de um dos tenores mais famosos do mundo. Ela é requisitada para ser guia dele e seu chefe não deixa margem para discussão.
Rico e bem-sucedido, Claudio Roman viaja pelo mundo emocionando plateias com sua voz. Fã de banquetes, bebedeiras e belas mulheres, ele parece ter tudo o que quer, porém seu comportamento esconde a amargura de nunca poder interpretar Alfredo, em La Traviata, por causa de um ataque criminoso que lhe custou a visão.
Laura está preparada para lidar com um homem difícil e arrogante, mas, assim que ouve Claudio cantar pela primeira vez, ele toca seu coração. Aos poucos, mais do que sua guia, ela se torna também a confidente das noites sombrias de angústia.
Como ela nunca lhe pede nada em troca de seu apoio, Claudio promete lhe dar qualquer coisa. No momento certo, ela cobra a promessa: quer que o cantor se submeta a um transplante de córnea capaz de lhe restituir a visão de um dos olhos.

O que falar sobre esse livro? Ele me surpreendeu totalmente!
Eu imaginava que o livro seria bom. Tinha vários motivos para isso. E confesso que, nas cinquenta primeiras páginas, eu não me animava muito. Não conseguia nutrir simpatia pelo Claudio, nosso "mocinho". Mas então, me vi presa a leitura de uma forma que eu não conseguia largar o livro. Foi leitura de um dia só!

Como contado na sinopse, Laura é escalada por seu chefe para assessorar Claudio, um grande tenor, conhecido, apreciado e temido por muitos. Claudio sofreu um ataque anos atrás, o que o fez perder sua visão e acabou com o seu sonho, de estrelar uma ópera, La Traviata. E Laura se vê em uma situação delicada, onde terá de acompanhar e guiar uma pessoa amargurada, sofrida, que usa a crueldade para exprimir a sua dor.
A minha surpresa com o livro, foi o fato de que, a todo momento, eu tentava também me apaixonar por Claudio, ver nele toda a beleza que Laura via. E isso não funcionou. De forma alguma. Foi então que eu entendi a essência dessa história, do tipo que eu não estou acostumada a ler. Naquela história, eu teria que me apaixonar pelo romance. Pelo amor que nascia entre os nossos personagens. E foi o que aconteceu. Eu me via tão inebriada do amor deles, tão profundamente tragada pela beleza daquilo tudo, que eu não conseguia parar. Eu tinha de ler e saber mais.

"Eu escolhia o que havia de mais expressivo: aquela mulher estendendo um pano sobre o gramado - mamãe me dizia que a relva deixava o branco mais branco - , aquele grupo de crianças de bicicleta, com uma menor que penava para acompanhá-los, um casal de turistas - japoneses, claro - tirando fotos um do outro. E o pano, a bicicleta, a câmera fotográfica, eu os via pela primeira vez porque Claudio Roman não podia vê-los."

Claudio tem o seu sonho, e o sonho de Laura se transformou no sonho de Claudio. Que ele voltasse a enxergar para fazer o papel de sua vida, Alfredo. O empenho de Laura em tirar de Claudio todo o medo e desespero dele só em pensar em fazer a cirurgia que lhe devolveria a visão, tudo o que ela pôs em jogo... somente poderia ser a atitude de alguém que sente amor. Tive muita dificuldade em aceitar o amor que ela nutriu tão rápido por Claudio, ainda mais quando eu não simpatizava com ele. Mas no decorrer do livro, pude enxergar nele tudo o que ela via. A autora me permitiu isso em sua história. Eu vi a dor dele, o medo, as defesas, as formas de atacar... a pessoa doce e boa que ele podia ser também. Como se sentia ao cantar. Tudo através dos olhos de Laura. 
Nossa história é narrada em primeira pessoa na primeira parte, por Laura. Na segunda e terceira partes, nossa história é contada em terceira pessoa, onde podemos ter o ponto de vista de vários personagens. E isso foi uma bela jogada da autora. Conhecer Claudio através de seus pensamentos, a descoberta do amor por Laura, uma mulher que ele nunca viu na vida...  o seu renascimento, o desespero ao sentir a falta de Laura... tudo muito bonito. A história é bela demais e tem meus aplausos de pé, como teria uma ópera de Claudio. 

Vou parar por aqui, ou continuaria escrevendo não sei por quanto tempo. A verdade, é que não sei se já li algum romance assim um dia, um romance de verdade. Não uma história onde você se apaixona pelo mocinho e se coloca no lugar da protagonista frágil, mas uma história de uma mulher forte e de um homem que se torna a sua fortaleza. Uma história que te faz torcer e vibrar cada vez que alguém ruim na história, que vai contra o casal, quebra a cara. Uma história que te faz realmente se apaixonar pelo amor.  

Se eu indico o livro??... rs



Beijos! 

7 comentários:

  1. Quero muito ler esse livros (:

    http://achadosnaestante.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Amiga...
    Confesso que tinha visto essa capa antes de você sequer falar do livro e não tive o mínimo de interesse. Mas quando você começou a me contar, principalmente pela sua empolgação contagiante, já quissss! kkkkkk
    Adorei a resenha, ótimo ver os sentimentos que os livros trazem para nós *-*

    Beijos
    Jéssica!

    ResponderExcluir
  3. Oi Marcelle, eu não imaginava que esse livro fosse tão bom, parece ser um romance terno que nos passa confiança e uma mensagem muito bela. Me lembrou uma adaptação que vi um dia e que me emocionou muito, imagino que esse livro seja do mesmo jeito. Fiquei encantada com a sua resenha e curiosa com essa trama.
    Abraços, Raquel.
    viajandoclivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Olá,
    É a primeira resenha que leio do livro e adorei. Gosto de ler romances mais maduros assim como esse deve ser. Parabéns pela resenha.
    bjs

    http://entrepaginasesonhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. O livro parece ser muito bom, fiquei curiosa para lê-lo.

    Beijos, Paradoxo Perfeito

    ResponderExcluir
  6. Que Blog Lindo!
    Seguindo e Curtido! Retribui?
    http://overdoselite.blogspot.com.br/2013/11/especial-na-minha-estante-autora.html
    https://www.facebook.com/overdoselite
    Bjus

    ResponderExcluir
  7. Oi, Marcelle!

    Nunca fiquei empolgada com esse livro, mas no finalzinho da resenha, você me deixou curiosa. :)
    Quem sabe eu não leia futuramente.

    Beijocas.
    http://artesaliteraria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Olá!

O seu comentário é muito bem vindo e importante! Mas peço, por favor, que comente algo relacionado ao post, ou se quiser falar comigo, deixe um recado, mas nada de "estou seguindo, segue de volta"? Ou "Passa Lá?!" ... Comentários desse tipo não são bem vindos. Se você é blogueiro, eu te entendo, deixe o seu endereço na assinatura do comentário que com certeza vou te visitar, e vou seguir se achar legal, assim como quero que as pessoas façam aqui no Best, ok?! Seja um blogueiro consciente e respeite o meu trabalho. Conto com sua colaboração.

Obrigada!